Definitivamente, oferecer somente um produto de qualidade não é mais garantia de sucesso de uma empresa. Mais do que isso, em tempos de grande competitividade, é preciso saber realmente o que pensa e o quer o cliente, em especial o shopper, que é, trocando em miúdos, aquele que efetivamente interage com o vendedor no PDV […]

Definitivamente, oferecer somente um produto de qualidade não é mais garantia de sucesso de uma empresa. Mais do que isso, em tempos de grande competitividade, é preciso saber realmente o que pensa e o quer o cliente, em especial o shopper, que é, trocando em miúdos, aquele que efetivamente interage com o vendedor no PDV e faz a compra.

 

Hoje, mais do que nunca, o shopper quer experiências agradáveis, conveniência e um bom mix de produtos. Ou seja, ele, que tem se tornado cada vez mais exigente, quer que suas expectativas sejam sempre superadas. Assim, aliar preço, qualidade e bom atendimento tornou-se essencial para qualquer empresa, seja lá de qual segmento for. E, lembre-se, cliente satisfeito é cliente fidelizado, aquele que defende e propaga a sua marca.

 

O bom nessa história é que é possível sim oferecer esse tripé preço/qualidade/atendimento ao seu shopper. A transformação digital e as novas tecnologias, que oferecem dados detalhados de comportamento nos PDVs, são fundamentais nesse processo de conhecimento do shopper. Boas ferramentas hoje oferecem dados preciosos sobre referências, hábitos e atitudes dos consumidores, que podem, uma vez bem utilizadas pelas equipes de marketing e comercial, ampliar grandemente suas vendas.

 

Shopper sempre feliz e satisfeito

 

Consultores apontam que entre os maiores desafios das empresas brasileiras está a tarefa de justamente gerenciar a expectativa dos clientes. A fidelização deles assegura a estabilidade financeira dos negócios, mas erros, mesmo que pequenos, certamente podem gerar sérios prejuízos, especialmente entre as companhias que atuam com margens muito apertadas, como aquelas do varejo, por exemplo.

 

Queda nas vendas e a migração do shopper para a concorrência são dois tópicos que podem gerar grandes dores de cabeça em qualquer empresa. E o pior, como já dizia o consultor norte-americano Philip Kotler: “conquistar um novo cliente custa de 5 a 7 vezes mais do que manter um atual”. Portanto, mensurar e monitorar os índices de satisfação dos clientes é de extrema importância para a manutenção de seus negócios.

 

Interaja com o seu shopper

 

Diante desse cenário, é mandatório que a empresa faça o seu dever de casa. A tecnologia, baseada em dados gerados a partir de um BI ou Big Data, está à disposição do mercado. Inclusive para interagir mesmo com o seu shopper, por meio de uma pesquisa de experiência de compra em que é possível, também, avaliar as ações da concorrência.

Com a pesquisa é possível, entre outras coisas, identificar determinantes cruciais para a compra de determinado produto/marca, entender as motivações que provocam mudança no comportamento de compra e mapear os fatores para aumentar a conexão emocional com a marca. Ouvir seu shopper é uma forma de demonstrar a ele que a empresa está atenta às suas necessidades e expectativas.

 

Afinal, o cliente sempre tem razão, não é mesmo?!